LOADING...
28 maio

Flexibilidade e inovação no ambiente de trabalho – escritório flexível

Quando o tema é ambiente de trabalho, o escritório tradicional e o home office são as referências mais comuns, no entanto esses padrões já não oferecem tudo o que o mercado precisa e vem dando espaço a outros modelos. 

 

Os avanços tecnológicos e o crescimento da conectividade trazem à tona novas necessidades e questionamentos. Para ter qualidade e produtividade é realmente primordial que todos os colaboradores estejam no mesmo ambiente de trabalho? A prática exclusiva do home office significa melhores condições para todos? Não existe uma resposta exata e é exatamente por isso que a flexibilidade é parte importante para o futuro do mercado de trabalho. 

Em um ambiente de trabalho flexível, ou o chamado escritório flexível, inovação e produtividade se tornam consequências de um lugar que une estrutura, troca de experiências, espaços moldáveis, atmosfera estimulante e flexibilidade. A adoção de um ambiente de trabalho saudável significa mais estímulo e bem-estar para os colaboradores e profissionais dispostos e qualificados para as empresas. 

 

Ambiente de trabalho flexível

Para atrair e reter uma força de trabalho produtiva e engajada, as empresas estão repensando seus ambientes de trabalho para enfatizar a flexibilidade. Fornecer uma experiência verdadeiramente inclusiva ao redesenhar o espaço do escritório e atender as necessidades de seus colaboradores, independe de função ou estilo de vida. O escritório tradicional migra para um espaço de trabalho projetado em torno da interação social, colaboração e construção de relacionamentos.

O conceito de ambiente de trabalho flexível não é exatamente uma novidade, em 2005, a Microsoft implementou o projeto  “2bPr” (To be People ready), na sua sede holandesa. Repensando a forma do trabalho, adotando novos comportamentos e livrando-se de práticas antigas. Para se adaptar à nova forma de trabalhar idealizada, foram necessárias mudanças no espaço físico de trabalho: não existem “escritórios” físicos, cada um dos 900 funcionários pode trabalhar em qualquer lugar do prédio usando um notebook, fone de ouvido, webcam e smartphone, ao se conectar à rede sem fio. Além disso, as pessoas são incentivadas a trabalhar em casa com mais frequência, quando for apropriado, e podem trabalhar nos horários que desejarem. O único requisito é que eles “façam o trabalho”. Essa prática significou resultados incríveis: 

 

  • Aumento de 25% na produtividade; 

 

    • Recebeu o prêmio “Great Place to Work” por 3 anos seguidos;
    • Aumentou a satisfação dos funcionários para 80%;
    • Queda de 50% nas ausências;
    • Melhorou sua reputação de mercado;

 

  • Redução de custos imobiliários em 30%.

 

No Brasil, a PHILIPS foi a primeira a  implementar um escritório flexível, em 2010. Tendo como objetivo a colaboração, compartilhamento de conhecimento, aumento de produtividade, satisfação do funcionário, flexibilidade e inovação. A empresa deixou para trás um imovel próprio e passou a funcionar em estações de trabalho que funcionam dentro de coworkings. Essa alteração no ambiente de trabalho significou um aumento de 30% na satisfação dos colaboradores, redução de 20% de área ocupada mesmo com acréscimo de 32% no total de funcionários e  redução de 34% nos custos operacionais.

Na última década, os espaços de trabalho flexíveis deixaram de ser um ambiente de trabalho alternativo para startups e freelancers e se transformaram em uma decisão estratégica para empresas. Escritório completo, áreas de trabalho dedicadas, espaços modernos de colaboração, amenidades e móveis sem custo extra, ótima localização e contrato de aluguel de curto e longo prazo? Isso é um escritório flexível. 

Os modelos

 

Por definição, ambiente de trabalho flexível é um termo abrangente que descreve uma gama de soluções de escritório que incluem espaços de coworking, escritórios privados, salas de reuniões sob demanda e suítes executivas.

Diferentes fornecedores oferecem diferentes combinações de soluções, mas todos eles estão ligados por um atributo comum: flexibilidade.

 

  • Salas privadas: Espaços delimitados e  privados com uma estrutura completa de escritório.. Isso dá às empresas a opção de criar um espaço dedicado dentro de um ambiente de trabalho flexível com áreas de trabalho privadas, incluindo escritórios e salas de reuniões dedicadas, enquanto desfruta de todas as comodidades do espaço de trabalho flexível compartilhado.

 

  • Salas de reunião e conferência sob demanda: Locais especializados oferecem salas de reunião e conferência sob demanda. O espaço pode ser  reservado para realizar atividades específicas por um determinado período de tempo. 

 

  • Mesas dedicadas: A reserva de mesas em escritórios colaborativos é uma das práticas mais comuns. Oferece consistência, pertencimento, segurança e todas as vantagens de um ambiente de trabalho flexível por um custo baixo.

 

  • Coworking: Os espaços de coworking são por natureza ambientes de trabalho flexíveis. Oferecendo áreas de trabalho comum e privadas onde profissionais das mais variadas áreas podem conviver diariamente e trabalhar de maneira colaborativa. Os espaços de coworking geralmente oferecem as mesmas comodidades de um escritório tradicional – Wi-Fi, impressoras, salas de conferência e escrivaninhas – e vantagens como áreas sociais, bebidas e lanches – por um custo muito menor.  

O Ambiente de trabalho flexível está em expansão e se adaptando cada vez mais para atender às necessidades de uma lista crescente de usuários. Não sendo mais domínio exclusivo dos profissionais autônomos, os espaços de trabalho flexíveis estão começando a preencher as necessidades de grandes e pequenas empresas que buscam espaços de trabalho de alta qualidade com termos de aluguel flexíveis. As empresas estão mudando suas prioridades e, de forma correspondente, precisam alinhar sua força de trabalho e os locais de trabalho.

Os escritórios flexíveis de comportam como organismo: podem  ser uma sala de conferências, um espaço de colaboração ou uma zona tranquila, se adaptando às necessidades de quem o utiliza. São uma solução eficaz para as organizações que buscam agilidade, inovação e resultados de qualidade.

 

Coworking

 

Flexibilidade também significa adaptabilidade, os coworkings representam o meio-termo entre o escritório formal e home office. O ambiente de trabalho flexível pode ser facilmente reorganizado para acomodar empresas em constante evolução Podem ser rapidamente aumentados e reduzidos para se adequar a equipes de tamanhos diferentes. Esses espaços dinâmicos dão às equipes a liberdade de trabalhar onde, quando e como quiserem.

Ser um escritório flexível é a essência do coworking, e por tanto não há melhor lugar para se estar inserido ao abraçar uma cultura de trabalho flexível e colaborativa Uma vez que o local proporciona ambiente de trabalho favorável em conjunto a um espaço aberto para networking. É sobre criar um ambiente onde os colaboradores tenham mais liberdade – eles podem se mover, personalizar o espaço e aproveitar ao máximo as instalações, em vez de ficarem presos em um só lugar. Funcionários cujas empresas permitem que eles decidam em que tipo de espaço e em que horário eles vão trabalhar têm mais chances de estarem satisfeitos com seus empregos, o que significa um desempenho melhor de acordo com a Pesquisa da Gensler.

As pessoas são seres sociais que requerem interação, experiência humana  intrínseca de trabalhar juntos, seja todos os dias ou apenas algumas vezes na semana, é essencial. Coworkings são ambientes pensados  para estimular a inovação dentro de uma organização. Compartilhar o espaço com startups, freelancers e outras empresas permite que as organizações aumentem a exposição a diferentes ideias e formas de pensar. Escolher um ambiente de trabalho flexível é intencionalmente maximizar o potencial de crescimento através de um senso de comunidade que impacta diretamente a motivação. Para os profissionais, as empresas que atuam a partir de um coworking são organizações modernas e que prezam pelo bem-estar de seus colaboradores. Isso significa que um  em um ambiente de trabalho flexível é também um ímã de talentos, é o que indica o American Occupier Survey.

Além de tudo isso, os coworkings oferecem uma série de benefícios físicos e financeiros. Contratos de aluguel flexíveis que dão às empresas maior controle, espaços de trabalho totalmente equipados, localização privilegiada sem encargos tributários e uma experiência aprimorada para os colaboradores. 

 

Conclusão 

O futuro é flexível e exige adaptabilidade, inclusive quanto se fala em ambiente de trabalho. O crescimento e evolução dos espaços flexíveis de trabalho são reflexo da evolução tecnológica e humana, da busca por meios mais eficazes e menos danosos à saúde física e mental dos colaboradores.  

As empresas veem os escritórios flexíveis como laboratórios de criatividade, produtividade e eficiência. É um ambiente de trabalho que surge em resposta a novas necessidades do mercado de trabalho. Um espaço que promove networking, informação e experiências ricas. Sem dúvida, essas zonas de trabalho compartilhado transformaram o mercado e vão continuar a evoluir e se adaptar.

 

Interessado em uma
Sala Privativa?
Receba mais detalhes e valores em seu e-mail!
Receber Proposta
close-link
Interessado em uma
Sala de Reunião?
Receba mais detalhes e valores em seu e-mail!
Receber Proposta
close-link
Interessado em nosso
espaço de eventos?
Receba mais detalhes e valores em seu e-mail!
Receber Proposta
close-link
Interessado em nosso
Endereço Comercial?
Receba mais detalhes e valores em seu e-mail!
Receber Proposta
close-link